A importância do colostro para bezerros nas primeiras horas de vida

Imagem: ruralnews.com.br
Imagem: ruralnews.com.br

O colostro é o leite secretado pela vaca após o parto, sendo produzido por até três dias consecutivos. Sua composição se difere da do leite, já que possui menor quantidade de lactose e maior porcentagem de gordura, minerais, vitaminas e proteínas, sendo as proteínas mais importantes as imunoglobulinas (anticorpos). As imunoglobulinas são responsáveis pela imunização do organismo e no colostro bovino são encontrados três importantes imunoglobulinas, a IgG, responsável pela imunidade sistêmica do organismo animal e a de maior concentração no colostro, já que é transferida pela corrente sanguínea no fim da gestação; a IgM e a IgA que são responsáveis pela imunidade local do intestino do bezerro e são produzidas na própria glândula mamária da vaca.

A ingestão do colostro em bezerros nas primeiras 12 horas de vida tem importância vital na prevenção de doenças e nutrição. Após as primeiras 12 horas de vida a capacidade de absorção de anticorpos no intestino vai sendo gradativamente reduzida, até cessar completamente, de modo que para uma melhor absorção deve-se administrá-lo o mais rápido possível. Diferentemente de outros mamíferos a vaca possui uma placenta que não permite a passagem de anticorpos para o feto; somente após duas a três semanas de vida é que o bezerro começa a produzir os seus próprios anticorpos. Em casos de bezerras leiteiras o colostro trás muitos benefícios, pois estudos comprovam que bezerras que recebem o colostro de forma correta tendem a se desenvolver mais rapidamente, chegando à fase de maturação mais cedo que aquelas que não receberam colostro e quando na fase de amamentação produzem leite em maior e melhor quantidade e qualidade.

Após o nascimento do bezerro é importante haver um acompanhamento do mesmo junto à mãe. Caso o bezerro não consiga mamar faz-se necessário uma coleta desse colostro, armazenando-o em garrafas plásticas de 2 litros e conservando-o congelado. É recomendável que se descongele o colostro em banho-maria a uma temperatura de 40ºC à 50ºC, se possível em uma máquina própria para esse tipo de aquecimento. O colostro pode ser administrado nos bezerros através de mamadeiras ou por sonda esofagiana. No caso de se obter uma banco de colostro é recomendável alguns cuidados como:
• Obter um refrigerador exclusivo para esse fim;
• Fazer uma análise desse material, verificando se é de boa qualidade, não o obtendo de vacas que possuam doenças transmissíveis pelo colostro;
• Alimentar adequadamente as matrizes secas para que produzam um colostro de boa qualidade;
• O piquete de maternidade deve ser um local acessível e de boa visibilidade;
• A maternidade deve ser um local limpo;
• Ordenhar a vaca após o bezerro ter mamado o colostro, caso não tenha feito a retirada para armazenamento.
O colostro é considerado de baixa qualidade quando possui concentração de imunoglobulinas abaixo de 20 mg/ml, de 20 a 50 mg/ml de média qualidade e de alta qualidade com concentrações superiores de 50 mg/ml.

Sobre Ulisses Barbosa

Ulisses Barbosa
Graduando em Zootecnia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB; Baiano; 23 anos; Cristão Protestante; Disposto a partilhar o que pouco sei. "Fazes crescer capim para o gado e verduras e cereais para as pessoas, que assim tiram da terra o seu alimento... Que a Glória de Deus, o Senhor, dure para sempre! Que Ele se alegre com aquilo que fez!" -Salmos 104:14,31'

Veja Tambem!

Características de manejo alimentar e desenvolvimento de potros

O correto manejo alimentar de potros em fase de crescimento traz benefícios futuros, em virtude da menor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by moviekillers.com