Fibras, qual a sua importância na produção animal?


fda, fdnComo a qualidade do alimento interfere diretamente na resposta de produção de leite?

As dietas dos animais devem possuir um equilíbrio, dos distintos nutrientes, necessário para o adequado desenvolvimento e produtividade de do mês os. Os alimentos devem ser selecionados de modo a atender as exigências nutricionais, sendo imprescindíveis que proteínas, lipídios, carboidratos, fibras, gorduras, vitaminas e minerais estejam presentes atendendo as demandas indispensáveis para o adequado desenvolvimento/produção.

Por outro lado, os animais tem um potencia llimitado digestão de alimentos. A capacidade de consumir, em quantidades adequadas para suprir suas exigências, tanto de mantença quanto de produção, torna-se um limitante para a pecuária. Isto é ainda mais evidente quando os animais estão altamente dependentes da dieta com volumosos. Assim, a seleção adequada de alimentos, que possuem boa disponibilidade dos distintos ingredientes e, também, características que catalisem a digestão e absorção dos mesmos, favorecendo um melhor desenvolvimento, torna-se imperativa quando se possuem metas de produtividade e desenvolvimento, em especial aos animais de produção.

A ingestão de alimentos, de modo geral, possui uma regulação devido a envolvimento de diversos fatores, como alimento, a característica do animal e as condições de alimentação. O controle de estímulo ao consumo são regulados pela fome e saciedade. O apetite ou impulso de alimentação é ajustado em função dos requerimentos energéticos, determinados pelo potencial genético ou pela condição fisiológica.

Nos animais de produção de leite, a quantidade de alimentos ingeridos pode ser um limitante para o incremento do volume de produção. Como há uma capacidade máxima de ingestão, há grande necessidade que esta seja de alimentos de alto valor nutricional. Outro ponto que pode ser muito limitante é a qualidade da foragem. Quando se mantém um rebanho d e baixa produção, a capacidade de ingestão acaba sendo adequada para o volume produzido, mesmo sem a utilização de alimentos com características nutricionais mais elevadas. No entanto, quando se mantém um rebanho de animais especializados, que possuem a capacidade para alta produtividade, a escolha correta dos nutrientes impacta diretamente no volume de leite produzido. Pois, um mesmo volume de alimentos será ingerido, mas a produção estará intimamente ligada à qualidade dos nutrientes utilizados.

Ponto, também, muito importante para uma adequada digestabilidade, é a utilização de volumosos de qualidade, com uma quantidade específica de fibras. Esta pode ser censurada num alimento, a partir dos tipos de fibra: a fibra detergente ácido (FDA), que consiste na celulose, lignina e outros componentes, e a fibra detergente neutro (FDN ), também denominada conteúdo da parede celular, que consiste em FDA (celulose e lignina) e hemicelulósica. As equações empregadas para predizer o teor em energia de uma dieta se baseiam, geralmente, no conteúdo em FDA, sendo que à medida que o valor d e FDA aumentam, o conteúdo energético diminui. A fibra detergente neutro (FDN) representa o conteúdo total de fibra na ração, e é utilizada para predizer a ingestão de alimento, estando direta mente relacionado com o tempo de ruminação.

A ingestão dos alimentos depende muito das particularidades do animal e da dieta; se for limitada pela capacidade física do animal. Dietas com altas proporções de fibra de detergente neutro (FDN), a competência de ingestão será restringida pelas características da dieta. Des a forma, o animal consome alimento até atingira aptidão máxima de ingestão de FDN, que passa inibir o consumo, havendo assim, limitação da distensão rumina, determinando a interrupção da ingestão voluntária Assim, caso não tenha alcançado sua imprescindível ingestão de nutrientes, o animal cessará a alimentação, acarretando um balanço nutricional negativo, desencadeando quedas na produção ou desenvolvimento.

Devido ao consumo voluntário ser dependente de suas características químicas e físicas da dieta, é importante incorporar, nas equações de predição, algumas medidas de qualidade do alimento para melhorar a acurácia das mesmas em prever a ingestão. Características como constituintes de parede celular, matéria orgânica indigestível, tamanho de partícula e densidade da dieta podem interferir na capacidade de ingestão. Além disso, interações entre dieta/animal devem ser levadas em conta. Em dietas de baixa qualidade, a ingestão predita com ais acurácia; por fator s que descrevem o limite físico da ingestão? digestibilidade da dieta, utput fecal (índice de capacidade física) e peso do animal. Em outra premissa, dietas classificadas como melhores, a capacidade de ingestão seria prognosticada por fatores metabólicos, por exemplo, como a demanda fisiológica necessária do animal. Sabe-se que a primeira característica que influencia diretamente esta relação é a capacidade de digestibilidade. O animal consome alimento para manter ingestão constante de energia, e a ingestão de M S diminui com o aumento da digestibilidade. O que desencadeia a saciedade, que domina a ingestão, nesse caso, vem a ser a densidade calórica da ração.
Com isto, a qualidade da forragem, pasto verde, silagem ou feno, irá determinar se o animal puder á atingir este potencial de consumo, o que determinará se produção de leite atingirá o potencial genético do animal. Assim, selecionar adequadamente os alimentos é ponto crucial para atingir a produtividade desejada e possível de rebanhos de alto potencial genético.

Fonte: Agrocape (www.agrocapebrasil.com.br)

Sobre Pedro Paulo Policiano Públio

Pedro Paulo Policiano Públio
Graduando em Zootecnia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB, integrante do grupo de estudo em Suplementação de Bovinos a Pasto. Estudante com ênfase em Nutrição e Alimentação Animal. Amante de equinos e informática. Idade, 24 anos.

Veja Tambem!

Principais fraudes no leite

“Com certeza você já viu ou ouviu alguma notícia abordando leites fraudados. Esse assunto é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by moviekillers.com