Fonte de renda no sul da Bahia

A apicultura no sul da Bahia teve dois marcos históricos bastante diferenciados, antes e depois da atividade ser orientada pela CEPLAC.\Pouca coisa tem a ser dita desta atividade antes do inicio das orientações da CEPLAC, a não ser que a mesma era praticada por poucos e isoladamente, onde muitos tinham na criação de abelhas uma atividade de lazer ou voltada para a produção de mel visando o consumo familiar e o excedente para doação a amigos e vizinhos e poucas técnicas eram empregados no manejo das colméias.

Os últimos 10 anos, o crescimento da atividade é algo extraordinário, já são 16 associações de apicultores e uma cooperativa. São 1.200 pessoas ligadas diretamente com a atividade. A diversidade da flora apícola, em diversos ecossistemas no sul da Bahia vem permitindo a exploração do mel, pólen e da própolis. A CEPLAC, através do seu Centro de Pesquisa realizou, nesses últimos 10 anos diversos trabalhos científicos, procurando desta forma fortalecer as ações dos produtores, onde pode destacar:

– Identificação de plantas de interesse apícolas do litoral e de áreas de transição;
– Caracterização física e química do mel, pólen e da própolis;
– Atratividade de caixas iscas na capturas de exames silvestres;
– Estudo da viabilidade da apicultura no município de Linhares no Estado do Espírito Santo;
– Melhoramento e produção de abelhas rainhas;
– Estudo da viabilidade econômica, técnica e ambiental dos manguezais.

Zangão
Zangão

Na área de extensão desenvolveu ações que possibilitaram o excremento da produção e  o de produtores em todos o sul da Bahia, onde se destaca:

– Treinamento de 2.800 produtores em parceria com o SENAR, através dos Sindicatos Rurais e SEBRAE;
– Incentivo e participação efetiva na criação de associação e cooperativa. Em Canavieiras, grande pólo de produção de pólen, foi criada a primeira cooperativa de produtores de pólen do Brasil, a COOPERPÒLEN;
– Idealizou e realizou o 1o Congresso Baiana de Apicultura;
– Idealização, em parceria com o SEBRAE – Itabuna, do Seminário Nordestino de Pólen e Própolis que vem ocorrendo de dois em dois anos;
– Realização de Feira de Produtos Apícolas;
– Organização, em parceria com o SEBRAE-Itabuna, de caravanas de produtores a congressos nacionais;
– Colocou a disposição dos produtores treinamentos nas seguintes áreas:

Abelha Rainha
Abelha Rainha

Iniciação a Apicultura;

* Manejo de Colméias;
* Produção de Pólen;
* Produção de Própolis;
* Produção de Geléia Real;
* Seleção e Produção de Abelhas Rainhas;
* Produção de Compostos.

 

Fonte: CEPLAC

Sobre Ingridy Dutra

Ingridy Dutra
Graduando em Zootecnia - UESB Itapetinga, 19 anos. Bolsista de iniciação FAPESB. Católica Apostólica Romana, devota de Nossa Senhora Aparecida.

Veja Tambem!

Inseminação Artificial em Abelhas

A inseminação artificial é uma técnica que já existe em abelha, apesar de ser pouco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by moviekillers.com