Empresa de Uberaba produz clone da raça brasileira girolando

     “O crescimento populacional juntamente com o processo de industrialização que vem ocorrendo no Brasil, está provocando uma necessidade de aumentar rapidamente a produção leiteira para o abastecimento dos centros consumidores. A formação da raça Girolando efetivamente auxilia nesse processo, não somente pelo aumento da produção de leite, mas também pela sua qualidade e seu baixo custo de produção.
Com as mudanças climáticas que o planeta vem sofrendo, há uma necessidade de produzir leite com animais cada vez mais adaptados aos diferentes climas. Isso faz com que a prática de cruzamentos em rebanhos de raças especializadas se torne realidade, não somente em regiões de clima quente, mas também na região Sul do Brasil.” (Girolando.com.br)

     O cientista Rodolfo Rumpf, primeiro a produzir um clone da raça Simental no Brasil há mais ou menos 12 anos. Agora a sua empresa, a Geneal, de Uberaba (MG), produz o primeiro clone da raça Girolando, utilizando a vaca Patativa Markowicz, famosa detentora de vários títulos de Grande Campeã, inclusive o campeonato mais relevante no Brasil, que é o da Megaleite.

A vaca Patativa Marcowicz, matriz para a clonagem (Foto: Divulgação)
A vaca Patativa Marcowicz, matriz para a clonagem (Foto: Divulgação)

    Patativa pertence à Fazenda Uberaba, de José Euripedes da Silva. Foi o primeiro clone girolando produzido pela Geneal, empresa que já tem em seu portfólio pelo menos 110 clones de outras raças, inclusive nelore. O clone da vaca Girolando veio ao mundo em dezembro do ano passado. Rodolfo Rumpf me adianta que todo o processo durou menos de um ano.

“A Patativa Markowicz é animal de destaque da raça Girolando. A clonagem consegue resgatar uma genética estratégica, que permitirá testar novos acasalamentos para seleção e melhoramento da raça.”

Fonte: revistagloborural.globo.com

 

Sobre Pedro Paulo Policiano Públio

Pedro Paulo Policiano Públio
Graduando em Zootecnia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB, integrante do grupo de estudo em Suplementação de Bovinos a Pasto. Estudante com ênfase em Nutrição e Alimentação Animal. Amante de equinos e informática. Idade, 24 anos.

Veja Tambem!

Principais fraudes no leite

“Com certeza você já viu ou ouviu alguma notícia abordando leites fraudados. Esse assunto é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by moviekillers.com