Variabilidade fenotípica de raças de galinhas naturalizadas com base em características do ovo por meio de análise multivariada

As raças de animais domésticos do Brasil são, na maioria, originadas de cruzamentos aleatórios das raças trazidas pelos portugueses na época da colonização. Durante os últimos cinco séculos esses animais passaram por diversos processos evolutivos adaptando-se aos diferentes ecossistemas do país, adquirindo características únicas (MARIANTE et al., 2009).
As galinhas naturalizadas caracterizam-se pela baixa exigência de manejo e controle sanitário, adequando-se às condições de criação das famílias rurais para as quais constituem importante recurso para a segurança alimentar (KAYA & YILDIZ, 2008). Os estudos sobre as características dos ovos destas galinhas são importantes, pois os ovos são uma excelente fonte de nutrientes (ALI & AJUM, 2014) e ainda alimento de baixo custo para os seres humanos.
No estado da Bahia as raças de galinhas naturalizadas Peloco, Barbuda do Catolé e Caneluda do Catolé encontram-se em pequenos núcleos de criação e apresentam pouca ou nenhuma informação populacional, fenotípica, genética e produtiva. Essas aves encontram-se subutilizadas em criações caseiras na região e suas potencialidades precisam ser avaliadas.
Objetivou-se avaliar a diversidade fenotípica de três raças de galinhas naturalizadas e compará-la com uma linhagem comercial de postura utilizando características quantitativas do ovo, via análise multivariada.
Foram coletados 244 ovos provenientes de galinhas naturalizadas das raças Peloco (47), Barbuda do Catolé (58) e Caneluda do Catolé (40) pertencentes ao Núcleo de Conservação de Galinhas Nativas do Setor de Avicultura da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB e de uma linhagem comercial de postura de ovos brancos (99), adquirida de uma granja vizinha.
Os dados foram submetidos a análise de variância (ANOVA) para avaliar o efeito da raça sobre as medidas. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Foi realizada uma análise multivariada prévia para identificação das variáveis redundantes, por meio da avaliação da contribuição relativa das variáveis para a variação global (S.j). Foram eliminadas três variáveis (CO, LO e ME) de menor contribuição (menores que 1% da variação total), pelo critério de Singh (1981).
O novo conjunto de dados foi submetido a análise de componentes principais, gerando o gráfico biplot que permitem a investigação das relações entre os tratamentos e as variáveis por meio da dispersão dos pontos que representam os grupos e os vetores que representam as variáveis. A análise de agrupamento foi realizada pelo método hierárquico UPGMA (Unweighted Pair Group Method With Arithmetic Mean), adotando a distância Euclidiana Média como medida de dissimilaridade, com os dados padronizados. Para análise de variância foi utilizado o software estatístico SAS, versão 9.0 e para a análise multivariada utilizou-se do programa GENES (2009).
As características de menor importância para a variação global foram em ordem de menor contribuição: LO (0,15%), ME (0,18%) e CO (0,92%), sendo descartadas da análise por serem pouco informativas para a explicação da variação. Geralmente a redundância das variáveis está relacionada com menor variação ou a alta correlação com outras características. As variáveis de maior contribuição foram PO e PA, explicando 47,14% e 35,27% da variação entre as raças, respectivamente.
O primeiro (CP1) e segundo (CP2) componentes principais foram suficientes para explicar 99,84% da variação entre os grupos. Somente o CP1 explicou 90,20% da variação.
Verificou-se que os escores no CP1 foram muito próximos e todos altos e positivos, podendo caracterizá-lo como um índice médio do tamanho do ovo. O CP2 explicou apenas 9,64%, portanto não será discutido. Foi constatada alta diferenciação entre os quatros grupos. Verificou-se que as características mais desejadas estavam sobre a linhagem comercial e da raça Caneluda, evidenciado o melhor desempenho com maiores médias para todas as variáveis avaliadas nestes grupos. Houve também a diferenciação da raça Caneluda que foi superior aos demais grupos quanto ao PG , PCS e DG, com maiores médias para PG, PCS e DG.
O PG e PCS representam duas características essenciais para o mercado de ovos, sendo que o maior peso da gema pode estar relacionado com a maior densidade desta e consequentemente uma melhor qualidade. A casca do ovo, por sua vez, está ligada a resistência aos danos físicos, importante característica para o transporte e comercialização dos ovos. Quanto mais pesada for maior a resistência dos ovos aumentado sua qualidade para a comercialização. Ovos de cascas mais leves e frágeis são mais comuns em aves velhas por conta do aumento da produção de albúmen gerando ovos de qualidade inferior (TRINDADE et al, 2007). Assim, sugere-se que a raça Caneluda seja direcionada para a produção com duplo propósito, em que as fêmeas são utilizadas na produção de ovos e os machos voltados para o abate (em função do maior porte). Naturalmente, em sistemas de produção caipira esse tipo de criação é vantajoso como forma de maior aproveitamento dos animais no sistema. Além disso, os ovos das galinhas nativas possuem maior valor agregado resultando em maior rentabilidade para o pequeno produtor.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
ALI, A; AJUM, R. 2014. Evaluation of egg quality traits among different breeds/strains of chicken locally available in Pakistan. Scientific Journal of Animal Science. vol.1, p.27-34.
KAYA, M.; YILDIZ, M.A. 2008. Genetic diversity among Turkish native chickens, Denizli and Gerze, estimated by microsatellite markers. Biochemical Genetics. vol.46, p.480-491.
MARIANTE, A.S.; ALBUQUERQUE, M.S.M.; EGITO, A.A.; MCMANUS, C.; LOPES, M.A.; PAIVA, S.R. 2009. Present status of the conservation of livestock genetic resources in Brazil. Livestock Science, vol. 120, p. 204-212.
NARUSHIN, V.G. Egg geometry calculation using the measurements of length and breadth. Poultry Science, v.84, p.482-484, 2005.
TRINDADE, J.L.; NASCIMENTO, J.W.B: FURTADO, D. A. 2007. Qualidade do ovo de galinhas poedeiras criadas em galpões no semi-árido paraibano. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, vol. 11

Sobre Ulisses Barbosa

Ulisses Barbosa
Graduando em Zootecnia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB; Baiano; 23 anos; Cristão Protestante; Disposto a partilhar o que pouco sei. "Fazes crescer capim para o gado e verduras e cereais para as pessoas, que assim tiram da terra o seu alimento... Que a Glória de Deus, o Senhor, dure para sempre! Que Ele se alegre com aquilo que fez!" -Salmos 104:14,31'

Veja Tambem!

Aspectos genéticos da presença/ausência de cornos em bovinos

Introdução Na vida selvagem, a presença de cornos é de fundamental importância. Animais aspados (com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by moviekillers.com